Título do projeto

Contos sem reis

Artista

Laercio Redondo

Local

Casa França Brasil

ENDEREÇO

Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, Rio de Janeiro, RJ

visitação

  • 16/03 – 05/05/2013
  • Entrada Franca

Curadoria

Frederico Coelho

Coordenação de Produção

Luiza Mello

Produção

  • Mariana Schincariol de Mello
  • Ana Paula Vulcão
  • Arthur Moura

Gestão do Projeto

Marisa S. Mello

Administração do Projeto

Carolina Lima

Arquitetura

Birger Lipinski

Design Gráfico

Giselle Macedo

Montagem

Trampolim

Iluminação

Samuel Betts | Blight

Marcenaria

Carlos Alberto Alves |CR Móveis

Silkscreen

Agustinho Coradello & Francisco das Chagas Dantas da Silva

Vídeo

Elisa Pessoa

Fotografia

Sergio Araújo

Locução

Lucas Weglinski

Sonorização

Boca do trombone

Assessoria de Imprensa

Meise Halabi

Revisão

Amanda Cadore e Evillyn Kjellin |Nova Leitura

Tradução

  • Peter Lenny MCIL
  • Marilia Rebello

Acervo Debret

Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin – USP

GOVERNO DO RIO DE JANEIRO

Governador

Sérgio Cabral

Vice-governador

Luiz Fernando Pezão

Secretária de Estado de Cultura

Adriana Scorzelli Rattes

Subsecretária de Relações Institucionais

Olga Maria Esteves Campista

Subsecretário de Planejamento e Gestão

Mario Cunha

Superintendente de Artes

Eva Doris Rosental

CASA FRANÇA-BRASIL

Diretora

Evangelina Seiler

Assessora

Fátima Santiago

Coordenadora de Projetos

Jeanine Toledo

Assistente de Projetos

Daniel Jablonski

Comunicação

Lívia Ferraz

Equipe administrativa

  • Fabiana Oliveira
  • Fernando Seabra
  • Sandra Helena da Silva
  • Tânia Santana
  • Valdeci Costa Lima

Estagiários

  • Daniel Fernandes Dias
  • Negra Maria Gomes

Capacitação de Mediadores da EAV do Parque Lage

  • Cristina de Pádula
  • Maria Tornaghi
  • Tania Queiroz

Mediadores

  • Bender Arruda Dutra
  • Carolina Nóbrega de Lima
  • Gisele da Cunha Nery
  • Jade Medeiros Tavares
  • Wanderson Telles Guedes
  • Patrícia Reis Ferreira da Silva

“Contos sem Reis” é o título da exposição individual de Laercio Redondo, sob curadoria de Frederico Coelho, na Casa-França Brasil.

Tomando sempre como ponto de partida livros, filmes, personagens ou acontecimentos históricos, a obra de Laercio assume como matéria a memória e seus apagamentos (voluntários ou não), revelando e expandindo esses processos invisíveis através de imagens e instalações.

Em “Contos sem Reis”, o artista revolve a história da Casa França-Brasil, pensada como emblema da cidade do Rio de Janeiro, antiga capital do Império. Projeto do arquiteto oficial da Missão Francesa no Brasil, Grandjean de Montigny, este prédio é o mais importante exemplar neoclássico da cidade. Inaugurado por D. João VI, em 1820, como a primeira Praça de Comércio do Rio de Janeiro, ele foi transformado em Alfândega por D. Pedro I apenas quatro anos mais tarde, já num Brasil independente.

TÍTULO DO PROJETO

Amor

ARTISTA

Luiz Zerbini

LOCAL

MAM RJ

ENDEREÇO

Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo

VISITAÇÃO

18/10 – 09/12/2012

Coordenação de Produção

Luiza Mello

Produção

  • Arthur Moura
  • Mariana Schincariol de Mello
  • Mariana Veluk

Gestão do projeto

Marisa S. Mello

Administração do projeto

Carolina Lima

Identidade Visual e design gráfico

Zot

Projeto de Iluminação e design de luz

Samuel Betts | BeLight

Cenotécnica

Camuflagem

Arquitetura

  • Rua Arquitetos
  • Pedro Évora

Revisão

Duda Costa

Versão em inglês

Paul Webb

Assessoria de imprensa

Claudia Noronha | CW&A Comunicação

Assessoria jurídica

Álvaro Piquet Pessoa

ACESSE O PDF DO CATÁLOGO 

Amor, exposição de Luiz Zerbini, é a maior individual da trajetória do artista. A mostra reúne um grupo significativo de obras produzidas na última década, entre pinturas, desenhos, colagens e uma instalação, composta por uma mesa de madeira de grandes dimensões onde estão misturados elementos de referência utilizados nos últimos anos pelo artista: projetos, recortes de jornal, slides, plantas, galhos e insetos.

A exposição apresenta um grande conjunto de obras que mostram a diversidade da produção deste importante artista, que despontou na década de 1980 e que chega à maturidade tendo explorado diversas linguagens, como vídeo, escultura, fotografia, música, desenho, pintura, artes gráficas, ambientes e instalações.

TÍTULO DO PROJETO

São Casas

ARTISTA

Luiza Baldan

LOCAL

Studio-X Rio

ENDEREÇO

Praça Tiradentes, 48 – Centro – Rio de Janeiro

VISITAÇÃO

  • 10/10 – 13/11/2012
  • Entrada Franca

COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO

Mariana Mello

PRODUÇÃO

Ana Paula Vulcão

GESTÃO DO PROJETO

Marisa S. Mello

ADMINISTRAÇÃO DO PROJETO

Carolina Lima

DESIGN GRÁFICO

João Doria

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Raquel Silva

ILUMINAÇÃO

Samuel Betts | Blight

PATROCÍNIO

  • Prefeitura do Rio de Janeiro
  • Secretaria de Cultura
  • Fundo de Apoio às artes visuais
  • Edital Pró Artes Visuais

Exposição São Casas apresenta coletânea de trabalhos recentes realizados em residências artísticas Luiza Baldan realiza a exposição São Casas no Centro Carioca de Design/Studio X Rio, na Praça Tiradentes. Sob a curadoria de Guilherme Bueno, a mostra reúne vinte fotografias e uma videoinstalação de projetos de residências realizados entre 2009 e 2011, como Natal no MinhocãoPinturinhasDe murunduns e fronteiras; InsularesMarginais; Serrinha e Beira. Nos projetos de residências, Luiza Baldan seleciona áreas urbanas transfiguradas por construções arquitetônicas para viver durante um mês e trabalhar através da experiência do habitar. Foi assim que a artista viveu por um período no Conjunto Habitacional Pedregulho, em Benfica; no condomínio de luxo Península, na Barra da Tijuca; e no Conjunto Residencial Rapozo Tavares, o Rapozão, em Santa Teresa. Não se trata de documentar a experiência, mas de produzir ficção a partir dos fatos cotidianos. Entre residências, mudanças, errâncias e cidades, Baldan habituou-se ao trânsito e ao transitório, e seu olhar vem acompanhando o percurso, ora cinematográfico, ora pictórico, mas sempre fotográfico. A artista trabalha diretamente com a sua memória em relação ao morar.

TÍTULO DO PROJETO

Cromática

ARTISTA

Waltercio Caldas

LOCAL

Casa França-Brasil

ENDEREÇO

Rua Visconde de Itaboraí, 78 – Centro, Rio de Janeiro, RJ

VISITAÇÃO

  • 16/08 – 21/10/2012
  • Entrada Franca

COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO

Luiza Mello

PRODUÇÃO EXECUTIVA

Adriana Salomão

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO

Luisa Hardman

GESTÃO DO PROJETO

Marisa S. Mello

ADMINISTRAÇÃO DO PROJETO

  • Carolina Lima
  • Marcilio Feitosa

DESIGN GRÁFICO

  • Rara Dias e Paula Delecave | Zot Design
  • Ana Carneiro

ARQUITETURA

  • Pedro Évora | Rua Arquitetos
  • Carina Batista

CENOGRAFIA

Camuflagem

MONTAGEM

  • Install Produção Cultural e Montagem
  • Camuflagem

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Ana Ligia Petrone | Meio & Imagem

ILUMINAÇÃO

Samuel Betts | Blight

VÍDEO

  • Elisa Pessoa
  • Dudu Pessôa

EDIÇÃO DE SOM

  • Antonio de Padua
  • Lucas Marcier

REVISÃO

Duda Costa

TRADUÇÃO

Alex Forman

CASA FRANÇA-BRASIL

PRESIDENTE

Evangelina Seiler

ASSESSORA

Fátima Santiago

COORDENADORA DE PROJETOS

Jeanine Toledo

ASSISTENTE DE PROJETOS

Daniel Jablonski

COMUNICAÇÃO

Thiago Freitas

EQUIPE ADMINISTRATIVA

  • Fabiana Oliveira
  • Fernando Seabra
  • Sandra Helena da Silva
  • Tânia Santana
  • Valdeci Costa Lima

ESTAGIÁRIOS

  • Eloiza dos Reis Assis
  • Lívia Martins Ferraz

CAPACITAÇÃO DE MEDIADORES DA EAV PARQUE LAGE

  • Cristina de Pádula
  • Maria Tornaghi
  • Tania Queiroz

CURADORA PEDAGÓGICA

Keyna Mendonça dos Santos Van de Beuque

MEDIADORES

  • Isabella Daut
  • Jade Medeiros Tavares
  • Livia Egger
  • Pedro Poncion Mota
  • Tereza Neuma
  • Wanderson Guedes

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

GOVERNADOR

Sérgio Cabral

VICE-GOVERNADOR

Luiz Fernando Pezão

SECRETÁRIA DE ESTADO DE CULTURA

Adriana Scorzelli Rattes

SUBSECRETÁRIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

Olga Maria Esteves Campista

SUBSECRETÁRIA DE AÇÃO CULTURAL

Beatriz Caiado

SUBSECRETÁRIO EXECUTIVO DE CULTURA

Luiz Fernando Zugliani

SUPERINTENDENTE DE ARTES

Eva Doris Rosental

A proposta de Waltercio Caldas para a Casa França-Brasil, em consonância com suas pesquisas anteriores, é interrogar a natureza do espaço, gerando com os objetos tensões entre o que se sabe e o que se vê. O artista criou também uma série de situações com características cromáticas. Os trabalhos relacionam volume e cor. conforme destaca o artista, “a cor não é simplesmente um fenômeno óptico: é também espacial.”

A exposição é composta por cinco obras que Waltercio prefere denominar de “situações”; três no salão principal, criadas especialmente para o espaço da Casa França-Brasil, e duas nas salas adjacentes, inéditas no Rio de Janeiro.

TÍTULO DO PROJETO

Angelo Venosa

ARTISTA

Angelo Venosa

LOCAL

Museu de Arte Moderna – MAM Rio

ENDEREÇO

  • Av. Infante Dom Henrique 85
  • Parque do Flamengo
  • Rio de Janeiro, RJ

VISITAÇÃO

26/07 – 23/09/2012

CURADORIA

Ligia Canongia

COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO

Luiza Mello

PRODUÇÃO

  • Mariana Schincariol de Mello
  • Mariana Veluk
  • Luisa Hardman

GESTÃO DO PROJETO

Marisa S. Mello

ADMINISTRAÇÃO DO PROJETO

  • Carolina Lima
  • Marcilio Feitosa

IDENTIDADE VISUAL E DESIGN GRÁFICO

  • Danowski Design
  • Sula Danowski
  • Nathalia Lepsch
  • Mariana Monteiro

PROJETO DE ILUMINAÇÃO E DESIGN DE LUZ

Samuel Betts | BeLight

CENOTÉCNICA

Camuflagem

REVISÃO

Rosalina Gouveia

VERSÃO EM INGLÊS

John Mark Norman

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Claudia Noronha | CW&A Comunicação

ASSESSORIA JURÍDICA

Álvaro Piquet Pessoa

AGRADECIMENTOS

Sara Venosa, Maneco Muller, Luis Carlos Nabuco, André Monteiro (Artes & Ofícios), Pedro Maia (Inoxmaia), Daniel Senise, Dulce e João Carlos Figueiredo Ferraz, Beatriz Milhazes, Felippe Crescenti, Fernanda Feitosa e Heitor Martins , Gustavo Rebello, Eduardo Lopes Pontes, Conrado Malzone, Heitor Reis, BGA (Brazil Golden Art), Genny e Selmo Nissenbaum, Ricardo Schmitt Leal e Sophie Bernard, Mara Fainziliber, Museu de Arte Contemporânea de Niterói,  Coleção João Sattamini, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, Acervo Banco Itaú, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Centro Cultural São Paulo, Coleção Gilberto Chateaubriand MAM RJ e Celma Albuquerque Galeria de Arte.

A maior exposição individual do artista realizada até hoje, em seus 30 anos de carreira, ocupou uma área de 1.800 m 2, com aproximadamente 30 obras. A mostra teve um caráter de “resumo da obra”, com uma seleção de peças capaz de esclarecer o desenvolvimento do trabalho ao longo do tempo, desde os anos 80 aos dias de hoje.

A proposta da mostra não foi de montar uma “retrospectiva”, nos termos exaustivos convencionais, mas, sim, uma concentração de esculturas que demonstrou o percurso da obra, tanto naquilo em que sugere continuidade, quanto nos saltos formais de linguagem operados ao longo da produção. Para tanto, não foi realizada uma distribuição cronológica das esculturas, mas uma sucessão de peças de várias épocas e processos, unidas no traçado de uma linha sequencial no espaço, disposta na própria arquitetura do museu.

TÍTULO DO PROJETO

From the margin to the edge

LOCAL

Somerset House

ENDEREÇO

  • West Water Gate, Soutn Wing,
  • Victoria Embankment,
  • Londres, WC2R 1 LA, Inglaterra

VISITAÇÃO

21/07 – 08/09/2012

CURADORIA E TEXTOS

Rafael Cardoso

ARTISTAS

  • Adriana Varejão
  • Alex Flemming
  • Amador Perez
  • Angelo Venosa
  • AoLeo
  • Ascânio MMM
  • Berna Reale
  • Caio Reisewitz
  • Cao Guimarães
  • Claudia Moreira Salles
  • David Cury
  • Eduardo Coimbra
  • Emmanuel Nassar
  • Gilberto Paim & Elizabeth Fonseca
  • João Penoni
  • Jum Nakao
  • Laura Erber
  • Laura Lima
  • Marcone Moreira
  • Marcos Chaves
  • Maria Laet
  • Maurício Azeredo
  • Maurício Dias & Walter Riedweg
  • Nelson Leirner
  • Raul Mourão
  • Regina Silveira
  • Rico Lins
  • Rochelle Costi
  • Rodrigo Braga
  • Rodrigo Calixto
  • Zé Carlos Garcia

PRODUÇÃO

Automatica

COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO

Luiza Mello

PRODUÇÃO E COORDENAÇÃO DE MONTAGEM

Flavia D’Amico

PRODUÇÃO

Arthur Moura

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO

Ana Paula Vulcão

PROJETO EXPOGRÁFICO

  • Daniela Thomas
  • Felipe Tassara

PROJETO DE ILUMINAÇÃO

Fernanda Carvalho

IDENTIDADE VISUAL E DESIGN GRÁFICO

  • Tecnopop
  • Ana Luiza Costa
  • André Stolarski
  • Marcelo Pereira

COORDENADOR DE COMUNICAÇÃO

Luis Marcelo Mendes

MÍDIAS SOCIAIS

Chico Dub

CONTEÚDOS AUDIOVISUAIS E AUDIOGUIAS

  • Estúdio Zut!
  • Christophe Buffet
  • Matthieu Rougé

GESTÃO DO PROJETO

Marisa S. Mello

ADMINISTRAÇÃO DO PROJETO

  • Carolina Lima
  • Marcilio Feitosa

REVISÃO

Duda Costa

VERSÃO EM INGLÊS DAS LEGENDAS

Alex Forman

LOGÍSTICA DE TRANSPORTE

Al Consultancy

A mostra, com curadoria de Rafael Cardoso, reuniu 33 artistas e designers compondo um amplo panorama da produção brasileira de pinturas, esculturas, objetos, fotografias, design gráfico e videoinstalações. Todos os trabalhos criados a partir de 2002. Uma seleção que envolve nomes consagrados como Regina Silveira e Nelson Leirner e também apostas em artistas em ascensão, como Rodrigo BragaZé Carlos Garcia.

A exposição ocupou os mais de 450 m2 do mezanino da Somerset House, onde foi instalada a Casa Brasil, local de divulgação e promoção do país, dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e das ações do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) durante os Jogos de Londres 2012.

Título do Projeto

Estética da Gambiarra

ARTISTA

Cao Guimarães

LOCAL

Cavalariças – Parque Lage

ENDEREÇO

Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, Rio de Janeiro, RJ

VISITAÇÃO

  • 27/04/2012 – 07/01/2012
  • Entrada Franca

CURADORIA

Felipe Scovino

COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO

Luiza Mello

PRODUÇÃO

  • Mariana Schincariol de Mello
  • Ana Paula Vulcão

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO

Luisa Hardman

GESTÃO DO PROJETO

Marisa S. Mello

COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA

Carolina Lima

STUDIO CAO GUIMARÃES

  • Isadora Fonseca
  • Lucas Sander

DESIGN GRÁFICO

Clara Meliande

REVISÃO DE TEXTO

Duda Costa

TRADUÇÃO

Alex Forman

ILUMINAÇÃO E EQUIPAMENTOS

Belight

CENOGRAFIA

Camuflagem

AGRADECIMENTOS

Galeria Nara Roesler

GOVERNO DO ESTADO DO RO DE JANEIRO

GOVERNADOR

Sérgio Cabral

VICE-GOVERNADOR

Luiz Fernando Pezão

SECRETÁRIA DE ESTADO DE CULTURA

Adriana Rattes

SUBSECRETÁRIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

Olga Campista

SUBSECRETÁRIA DE AÇÃO CULTURAL

Beatriz Caiado

SUPERINTENDENTE DE ARTES

Eva Doris Rosental

ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE

DIRETORA

Claudia Saldanha

ASSESSOR

Vitor Zenezi

COORDENADOR ADMINISTRATIVO

Herbert Hasselmann

COORDENADORA DE ENSINO

Tania Queiroz

COORDENADORA DE PROJETOS

Clarisse Rivera

SUPERVISORA DOS MEDIADORES

Cristina de Pádula

MEDIADORES

Alunos do Curso de Capacitação de Mediadores da EAV Parque Lage

ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DA ESCOLA DE ARTES VISUAIS – AMEAV

PRESIDENTE

Paulo Albert Weyland Vieira

A mostra Estética da Gambiarra reune a produção mais recente do artista Cao Guimarães. São cercas de 22 fotografias das séries intituladas Gambiarras (2005-2010) e Paisagens reais – tributo a Guignard, além de vídeos realizados entre 2004 e 2011, que compõem um diálogo sobre um dos pontos principais na trajetória desse artista: a articulação entre fotografia e vídeo e como essa constelação forma o que poderíamos chamar de “estética da gambiarra” em seu trabalho.  A visão de mundo que Guimarães nos oferece é via estranhamento; sua obra nos faz conhecer mais sobre as vicissitudes do mundo por meio do diferente e não do igual. O estranhamento também pode estar no quebra-galho ou gambiarra, algo por sua vez que faz parte do imaginário e do cotidiano brasileiro.

TÍTULO DO PROJETO

Viva Elis

LOCAL

Centro Cultural São Paulo

ENDEREÇO

Rua Vergueiro, 1000, Paraíso – São Paulo, SP

VISITAÇÃO

  • 14/04 – 20/05/2012
  • Entrada Franca

CURADORIA

  • Allen Guimarães
  • João Marcelo Bôscoli

RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

Branco Gutierrez

COORDENADORA DE CONTEÚDO

Gabriela Moulan

COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO

Luiza Mello

PRODUÇÃO

Mariana Schincariol de Mello

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO

  • Luisa Hardmam
  • Ana Paula Vulcão

DIGITALIZAÇÃO DE ÁUDIO

Sergio Chagas

COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA

Viviane Amado M. Rodriguez

ASSISTENTE ADMINISTRATIVO

Beatriz Santos

ADMINISTRAÇÃO DE DIREITOS ELIS REGINA

  • Tribo Produções
  • Copyrights Consultoria

DESIGN

Tecnopop

COORDENAÇÃO DE DESIGN

Alexsandro  Souza

DIREÇÃO E EDIÇÃO DE VÍDEOS

  • Estúdio Zut!
  • Matthieu Rougé

PROJETO EXPOGRÁFICO

Artifício Arquitetura Exposições

COORDENAÇÃO DE EXPOGRAFIA

Vasco Caldeira

EXPOGRAFIA

  • Carolina Ferreira Bucek
  • Natália Matos

CENOTÉCNICA

Elástica

PESQUISA DE IMAGEM DE ARQUIVO

Antonio Venâncio

PRODUÇÃO DE IMAGENS DE ARQUIVO

  • Antonio Venâncio
  • Remo Brandalise

DIGITALIZAÇÃO DE ACERVO FOTOGRÁFICO

Let it Shine

PROGRAMAÇÃO DISCOGRAFIA

  • NewGosling.com
  • Bruno Gosling
  • Gabriel Souto

EQUIPAMENTO DE ÁUDIO E VÍDEO

Maxi Áudio

EQUIPAMENTO DE INFORMÁTICA

Video Tek

EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO

Armazém da Luz

PROJETO DE ILUMINAÇÃO

Guiilherme Bonfanti

REVISÃO E PADRONIZAÇÃO DE TEXTO

  • Nova Leitura
  • Amanda Cadore
  • Evillyn Kjellin

TRADUÇÃO DE TEXTOS

Alex Forman

ASSESSORIA JURÍDICA

Marilene Gondim

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Batucada Comunicação

MARKETING CULTURAL

Rita Boccato

CENTRO CULTURAL SÃO PAULO

DIREÇÃO GERAL E DIVISÃO DE CURADORIA E PROGRAMAÇÃO

Ricardo Resende

DIVISÃO ADMINISTRATIVA

Gilberto Labor e equipe

DIVISÃO DE ACERVO, DOCUMENTAÇÃO E CONSERVAÇÃO

Márcia Augusto Ribeiro e equipe

DIVISÃO DE BIBLIOTECAS

Waltemir Jango Belli Nalles e equipe

DIVISÃO DE PRODUÇÃO E APOIO A EVENTOS

Luciana Mantovani e equipe

DIVISÃO DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Janete El Haouli e equipe

DIVISÃO DE AÇÃO CULTURAL E EDUCATIVA

Alexandra Itacarambi e equipe

COORDENAÇÃO TÉCNICA DE PROJETOS

Priscilla Maranhão e equipe

Nos trinta anos sem Elis Regina, a Automatica produz essa exposição itinerante que celebra a vida e o trabalho de uma das maiores cantoras do Brasil.

A exposição busca manter viva a voz de Elis para as novas gerações. A mostra traz mais de 200 fotos da cantora, além de entrevistas, pôsteres, vídeos e objetos pessoais.

TÍTULO DO PROJETO

Para o silêncio das plantas

ARTISTA

João Modé

LOCAL

Cavalariças – Parque Lage

ENDEREÇO

Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, Rio de Janeiro

VISITAÇÃO

  • 17/12/2011 – 01/04/2012
  • Segunda a Domingo 10h as 19h
  • Entrada Franca

COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO

Mariana Schincariol de Mello

PRODUÇÃO

Ana Paula Vulcão

GESTÃO DO PROJETO

Marisa S. Mello

COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA

Carolina Lima

SONORIZAÇÃO

Belight

MONTAGEM

Camuflagem

ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE

DIRETORA

Claudia Saldanha

ASSESSOR

Vitor Zenezi

COORDENADOR ADMINISTRATIVO

Herbert Hasselmann

COORDENADORA DE ENSINO

Tania Queiroz

COORDENADORA DE PROJETOS

Clarisse Rivera

SUPERVISORA DOS MEDIADORES

Cristina de Pádula

MEDIADORES

Alunos do Curso de Capacitação de Mediadores da EAV Parque Lage

PRESIDENTE

Paulo Albert Weyland Vieira

A exposição propõe uma intervenção, concebida pelo artista João Modé, especialmente para o Parque Lage. O trabalho ocupa desde o portão de entrada, atravessa o espaço das Cavalariças e estende-se até a floresta.

Na floresta, caminhos construídos acima do nível do solo dão acesso à diversos pontos, onde estão instalados alto-falantes, reproduzindo músicas e sons diversos (alguns relacionados diretamente à natureza e outros totalmente fora deste contexto).

O espaço interno do prédio das Cavalariças serve como um espaço de meditação, de passagem, de interseção entre a rua e a floresta onde o trabalho se desenvolve. Este espaço é ocupado pelo controle do som, alguns instrumentos musicais para que músicos e pessoas em geral possam tocar, e também alguma documentação do processo como: desenhos, gravações, fotografias e um caderno com a relação das músicas de cada dia.

TÍTULO DO PROJETO

Fernanda Gomes

LOCAL

MAM-RJ

ENDEREÇO

Avenida Infante Don Henrique, 85, Parque do Flamengo, Rio de Janeiro, RJ

VISITAÇÃO

17/12/2011 – 22/04/2012

ARTISTA

Fernanda Gomes

TEXTO

Paulo Venâncio Filho

PRODUÇÃO

  • Luiza Mello
  • Marisa S. Mello

ASSISTENTE DE PRODUÇÃO

  • Luisa Hardmam
  • Julia Pombo

A exposição de Fernanda Gomes no MAM-Rio se trata de uma ocupação – madeira, vidro, papelão, móveis, barbante, objetos do cotidiano, coisas inteiras e fragmentos formam uma só obra, construída com a singularidade de cada objeto (que também pode ser, de acordo com a artista, um trabalho acabado, como a tora de madeira com um copo cheio de água até a boca). O espaço expositivo respira a potência do diálogo entre o vazio e o encontro de coisas inesperadas.

TÍTULO DO PROJETO

Ivens Machado

ARTISTA

Ivens Machado

LOCAL

Casa França-Brasil

ENDEREÇO

Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, Rio de Janeiro

VISITAÇÃO

  • 10/12/2011 – 17/02/2012
  • Terça a Domingo 10h as 20h
  • Entrada Franca

CURADORIA

  • Evangelina Seiler
  • Pedro Rivera

COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO

Luiza Mello

PRODUAÇÃO

  • Adriana Salomão
  • Luisa Hardmam

GESTÃO DO PROJETO

Marisa S. Mello

COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA

Carolina Lima

MULTIMÍDIA

Belight

ARQUITETURA

RUA Arquitetos

DESIGN GRÁFICO

Quinta-feira

CENOGRAFIA

Camuflagem

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Meio & Imagem | Ana Ligia Petrone

CASA FRANÇA-BRASIL

PRESIDENTE

Evangelina Seiler

DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO

Ricardo Paiva Cavalcante

ASSESSORA

Fátima Santiago

COORDENADORA DE PROJETOS

Jeanine Toledo

ASSISTENTE DE PROJETOS

Tânia Santana

COMUNICAÇÃO

Thiago Freitas

EQUIPE ADMINISTRATIVA

  • Fabiana Oliveira
  • Fernando Seabra
  • Sandra Helena da Silva

APOIO

Valdeci Costa Lima

ESTAGIÁRIOS

  • Elinatan de Oliveira Carvalho Alvarenga
  • Lívia Martins Ferraz
  • Rodrigo de Aguiar Cereja

Em ambientes criados a partir de materiais brutos – madeira, terra, caixas, azulejos de cerâmica – o artista dialoga com densidades, faz releituras de obras anteriores e retoma a videoarte. Ivens Machado reorganiza os códigos da escultura convencional – trabalha com questões como volume e massa -, e se torna um dos principais representantes de sua geração.

Ivens concebeu para amostra grandes ambientes com suas obras, todas sem título.