Título do projeto

Nise da Silveira: caminhos de uma psiquiatra rebelde

Local

Museu de Imagens do Inconsciente

Endereço

Rua Ramiro Magalhães, 521

Engenho de Dentro – Rio de Janeiro

Visitação

22/08/2006 – 22/08/2008

Entrada franca

Patrocínio

Ministério da Saúde, através do projeto de inventariança de acervos e arquivos de suas unidades

Museu de Imagens do Inconsciente

Diretor / Curador

Luiz Carlos Mello

Coordenação de Projetos

Gladys Schincariol

Setor de Pesquisa e Divulgação

Eurípedes Júnior

Assessoria

Glória Chan

Marcílio Feitosa

Exposição

Produção

Tecnopop

Produção Executiva

Luiza Mello [Automatica]

Direção de arte e design Gráfico

Sônia Barreto e André Lima [Tecnopop]

Assistente de produção

Arthur Moura [Automatica]

Arquitetura e desenho da Exposição

Patricia Fendt e Washington Fajardo [Desenho Brasileiro]

Montagem

Desenho Brasileiro

Cenotécnico

Jober Torres

Concebida para permanecer dois anos em cartaz, foi montada em 2006 no Museu de Imagens do Inconsciente a exposição Nise da Silveira: Caminhos de uma Psiquiatra Rebelde. A exposição reúne em três módulos um vasto material biográfico da vida revolucionária da psiquiatra, como também o rico acervo científico-artístico de obras dos internos do antigo Centro Psiquiátrico Nacional de Engenho de Dentro (hoje Instituto Nise da Silveira).

A montagem apresenta a partir de fotos, obras e textos a surpreendente vida profissional de Nise, o contato e apoio definitivo aos primeiros artistas internos ainda nos anos 1950 e o “museu vivo” formado pelo acervo dos artistas contemporâneos do Instituto. Essas partes se juntam a uma cronologia detalhada da trajetória de uma das grandes brasileiras de nossa história.

Título do projeto

Sonia Lins

Local

Centro Cultural Telemar

Endereço

Rua Dois de Dezembro, 63

Flamengo – Rio de Janeiro

Visitação

03/06/2006 – 03/07/2006

Entrada gratuita

Apoio

Instituto Telemar

Realização

Sergio

Marcos

João Paulo Andrade

Centro Cultural Telemar

Casa da Palavra

Curadoria e projeto museográfico

Cláudia Zarvos

Coordenação geral

Luiza Mello [Automatica]

Arquitetura

Cezar Moreira

Assistentes de projeto museográfico

Letícia Baião

Produção executiva

Débora Monnerat

Assistente de produção

Arthur Moura [Automática]

Audiovisual da exposição

Sonia Lins

Daniel Zarvos

Projeto gráfico

Theo Carvalho [Tecnopop]

Videografismos

Pablo Dias [Tecnopop]

Revisão de texto

Rosalina Gouveia

Pesquisa

Ligia Costa Leite

Iluminação

Tomás Ribas

Cenotécnica

Camuflagem

Equipamentos

ON Projeções

Exposição realizada no antigo Espaço Telemar (Rio de Janeiro) em 2006 e dedicada ao trabalho da artista visual Sonia Lins, falecida em 2003. Com curadoria de Cláudia Zarvos e identidade visual da Tecnopop, a trajetória de Sonia e seu trabalho dedicado aos múltiplos usos plásticos da palavra constituem o cerne da montagem. Ao lado das obras e instalações, videografismos deram movimento a algumas das propostas da artista.

A exposição ocorreu simultaneamente ao lançamento da biografia de Sonia Lins, de Marcel Souto Maior, intitulada Se é para brincar eu também gosto.

Para Sonia Lins, as palavras trazem em si uma magia, que ela utilizava para viajar através do tempo e do espaço, misturando sílabas, fonemas e letras, que geravam outras palavras, formas e conteúdos. A palavra foi a paixão e a matéria-prima de sua criação artística. Com ela, Sonia comunicou e imprimiu sua marca em livros ou em grandes espaços e instalações, produzindo imagens que falam através de efeitos de ilusionismo.

Título do projeto

Espaço Urbano X Natureza Intrínseca

Local

Espace Topographie de L’Art, Paris/França

Visitação

09/11/2005 – 18/12/2005

Artistas

  1. Brígida Baltar
  2. Cao Guimarães
  3. Eduardo Srur
  4. Fabiana de Barros e Michel Favre
  5. Gabriela Greeb
  6. João Modé
  7. Lia Chaia
  8. Lia Mena Barreto
  9. Lucia Koch
  10. Marcos Chaves
  11. Maria Carmen Perlingeiro
  12. Raul Mourão
  13. Rivane Neuenswander

Patrocínio

Vale do Rio Doce

Curadoria

Evangelina Seiller

Produção executiva

Luiza Mello

Assessoria jurídica

  1. Renata Lisboa
  2. Araripe & Associados
  3. Advogados – Propriedade Intelectual

Assessoria de imprensa

  1. Claudia Noronha
  2. CW&A

Transporte Brasil

Metropolitan Arts

Transporte França

LP ART

Seguro

  1. Porto Seguro
  2. RMRO Corretagem de seguros

Transcodificação de vídeos

Vídeo

Espaço Urbano x Natureza Intrínseca consiste em uma coletiva de artistas brasileiros realizada em 2005 por Evangelina Seiler no Espace Topographie De L’Art, em Paris, França. Com um recorte geracional entre artistas que iniciaram suas trajetórias nos anos 1980 e 1990, contou com trabalhos de Brígida Baltar, Cao Guimarães, Eduardo Srur, Fabiana de Barros e Michel Favre, Gabriela Greeb, João Modé, Lia Chaia, Lia Mena Barreto, Lucia Koch, Marcos Chaves, Maria-Carmen Perlingeiro, Raul Mourão e Rivane Neuenschwander.

Primeira exposição internacional com participação da Automatica, a empresa cuidou de toda logística relativa ao transporte das obras e à montagem dos trabalhos, cujas propostas continham vídeos, fotografias, esculturas e instalações.

Título do projeto

Sem título (Show)

Local

SESC Pompéia, São Paulo

Endereço

Rua Clélia, 93

Data

21/09/2005

Entrada gratuita

Artistas

Chelpa Ferro

  1. Barrão
  2. Luiz Zerbini
  3. Sergio Mekler

Realização

15º Videobrasil Festival Internacional de Arte Eletrônica

Coordenação de produção

Luiza Mello [Automatica]

Assistente Chelpa Ferro

Julio Callado

Técnico de som

Daniel Carvalho

Em setembro de 2005, o Chelpa Ferro foi convidado para participar do 15° Videobrasil, festival de performances realizado no SESC Pompeia, em São Paulo. Com uma apresentação que associava performance musical, instalação e objetos sonoros, o coletivo revisita alguns temas e ideias apresentados no mesmo festival sete anos antes.

A montagem dessa performance/concerto/instalação deslocou a Automatica dos trabalhos realizados em salas e galerias para os palcos e para uma nova dinâmica de produção, cuja obra é feita em tempo real. Um desafio que ampliou a experiência de trabalho da empresa.